Como Definir O Preço Dos Meus Serviços Odontológicos?

Envie seus dados e receba conteúdo exclusivo sobre marketing e gestão de clínicas.

loading...

Compartilhe este post:

Definir o preço dos serviços odontológicos talvez seja uma das grandes preocupações que você terá ao longo da sua carreira.

Mas apesar de parecer algo complexo, existem maneiras bastante simples de começar a precificar os seus serviços.

Continue neste artigo para entender de uma vez por todas o que você deve considerar na hora de montar o preço do seu atendimento!

 

Que tal algumas dicas para construir um consultório odontológico de sucesso?

 

1) Entenda suas despesas e saiba diferenciar despesas fixas e despesas variáveis

O primeiro passo para saber o quanto você deve cobrar pelos seus serviços odontológicos é saber quais são as suas despesas e os seus gastos mensais.

 

Portanto, é importante você listar todas as suas despesas em uma planilha e classificar cada tipo de despesa como fixa ou variável.

 

As despesas fixas são aquelas que não dependem do giro do seu negócio para acontecer, como aluguel, taxas bancárias e impostos. Apesar do nome sugerir, as despesas fixas não são aquelas cujos valores não mudam. Mas são aquelas que possuem uma periodicidade mensal e que acontecem independente de você ter atendido muitos pacientes ou poucos pacientes.

 

Já as despesas variáveis são aquelas que dependem do giro do seu negócio. Por exemplo, comissões para vendedores dependem das vendas ocorridas, quanto menos vendas, menor o valor das comissões.

 

Dessa forma, é importante saber a diferença entre cada uma das despesas para saber fazer sua gestão corretamente. As despesas fixas são mais difíceis de serem evitadas, já as despesas variáveis, caso necessário, podem ser cortadas com mais facilidade.

 

2) Calcule o custo da sua hora clínica

Após listar todas as despesas, é hora de calcular o custo da sua hora clínica.

 

Para isso, some todos os valores mensais das suas despesas e divida pelo número de horas que a sua clínica fica aberta.

 

Por exemplo, se a somatória das suas despesas for de R$10.000/ mês e o total de horas que a sua clínica funciona for de 250 horas mensais, o custo da sua hora clínica será:

 

10.000/250 = 40

 

Ou seja, R$40,00 é o valor que deve ser cobrado por hora, para a sua clínica conseguir cobrir todas as suas despesas do mês.

 

No entanto, lembre-se de que esse valor de custo da sua hora varia de acordo com a sua agenda. Se a sua agenda estiver cheia, o valor se manterá em R$40,00/hora. Mas caso haja alguma desistência e você fique sem atender um paciente, o custo da sua hora sofrerá alterações e precisará ser recalculado.

 

Por isso, é bastante importante estabelecer um bom processo de agendamento. Dessa forma, você consegue confirmar as consultas de seus pacientes com antecedência e, caso necessário, consiga fazer os encaixes pertinentes.

 

Dessa forma, é importante sempre refazer os seus cálculos e controlar de perto a sua taxa de desistência. Conforme o tempo for passando, você já conseguirá prever o percentual de pacientes que não comparecerão e poderá contemplar essa falta no custo da sua hora.

 

Entenda um pouco mais sobre a importância de ter uma agenda informatizada!

 

3) Coloque um markup em cima do custo da sua hora

Como vimos, o simples cálculo do custo da sua hora cobrirá apenas as despesas mensais do seu consultório odontológico. Sem a possibilidade de lucro.

 

Portanto, é importante colocar um markup em cima do custo da sua hora clínica.

Para adicionar o markup, basta simplesmente multiplicar o custo da sua hora pelo percentual lucro que deseja mais 1, veja o exemplo abaixo:

 

Suponha que em cima da sua hora clínica de R$40,00 você deseja 40% de lucro. Dessa forma, teremos:

 

40,00 * (1+40%) = 56

 

Portanto, você deverá cobrar R$56,00/hora caso queira um lucro de 40% no final do mês.

 

Claro que este foi um exemplo simples de como precificar os seus serviços. Você, além de tudo, deve analisar cada caso e cada procedimento para entender seus custos particulares.

 

Um procedimento de clareamento tem custos diferentes de um tratamento de canal, por exemplo. Dessa forma, você deve levar em consideração quais são os custos adicionais de cada procedimento e somá-los ao seus honorários.

 

Por que pensar no preço é importante?

Em um primeiro momento, o tema preço pode parecer exclusivamente um assunto financeiro para o seu consultório.

 

Contudo, o preço vai além de questões como lucro, despesas e faturamento.

Na verdade, o preço é um importante conceito de Marketing do seu consultório. É por meio dele que você irá conseguir se posicionar frente aos seus concorrentes e estabelecer uma boa imagem profissional para os seus pacientes.

 

O preço define como você é visto pelas pessoas. Se uma pessoa vier até você e disser que comprou um Rolex por R$100,00, claramente seu primeiro pensamento será de que este relógio é falso.

 

A mesma lógica acontece para o preço dos seus procedimentos e da sua hora. Um preço muito abaixo da média do mercado e dos seus concorrentes pode gerar certa desconfiança sobre a qualidade dos seus serviços, pelos seus pacientes.

 

Por isso, é importante pensar no posicionamento que você quer ter e qual é o perfil dos seus pacientes. Dessa forma, você conseguirá precificar seus serviços e gerará valor para os seus pacientes.

 

Você sabe o que é Marketing Odontológico e como este conceito é essencial para o seu consultório?

 

Qual a diferença entre preço e valor?

Preço é o número financeiro literal pelo qual você cobra os seus serviços odontológicos. Entendemos como calcular o seu preço no começo deste artigo.

 

Valor está relacionado a toda a experiência que o seu paciente terá em seu consultório. Desde o momento do contato para agendamento, passando pela espera em seu consultório, até finalmente ser atendido.

 

O paciente não está pagando apenas pelos seus serviços como dentista, mas também por toda a boa experiência que ele teve durante a jornada do atendimento.

 

Dessa forma, é importante que você também considere qual o valor que está sendo adquirido pelo paciente e tentar refletir esse valor em seu preço de atendimento.

 

As pessoas estão dispostas a pagar mais por aquilo que entendem que agregam mais valor à elas.

 

Como o Serodonto ajuda na sua precificação?

O software odontológico Serodonto permite o cadastro de várias tabelas de preço, sendo possível trabalhar com diversas tabelas em diferentes ocasiões e sazonalidades.

 

Além disso, por meio dos diversos relatórios financeiros você conseguirá analisar melhor a eficiência da sua precificação e poderá fazer os ajustes necessários.

 

Adicionalmente, o Serodonto possui um processo automatizado de confirmação de agenda por meio do WhatsApp. Dessa forma, você consegue confirmar e reagendar consultas de uma forma muito mais fácil e não precisará se preocupar em ficar recalculando diversas vezes o custo da sua hora clínica.

 

Gostou do artigo? Que tal conhecer um pouco mais sobre o Serodonto? Acesse o nosso site e veja todas as vantagens que podemos trazer para a sua clínica odontológica!